glu

/ / (PR) Tributo Oficial a Celso Blues Boy - No Improviso


I FESTIVAL DE JAZZ & BLUES – NO IMPROVISO APRESENTA UMA HOMENAGEM AO MAGO DAS GUITARRAS CELSO BLUES BOY COM O SHOW DE TRIBUTO CELSO BLUES BOY


 Show Tributo  Celso Blues Boy  é uma homenagem ao grande guitarrista Celso Blues Boy que será realizado no palco do festival No Improviso pelos músicos Big Joe Manfra, Ivo Pessoa e Jefferson Gonçalves com realização no Teatro Bom Jesus, no dia  10 de novembro as 20h30.


O “I Festival de Jazz & Blues – No Improviso” que acontece no Teatro Bom Jesus (Rua 24 de maio, 135) recebe o show de Tributo a Celso Blues Boy. O evento que estreou com a participação do bluesman Flávio Guimarães, contou com a participação internacional da Luther College Orchestra e o pianista e organista Ari Borger, apresentou a sonoridade de Badi Assad e recebeu os guitarristas de blues Nuno Mindelis e Igor Prado apresenta em novembro uma homenagem a Celso Blues Boy. 

O Festival receberá o show Tributo Celso Blues Boy no dia 10 de novembro as 20h30, no Teatro Bom Jesus.

Mostras fotográficas, com registros de grandes nomes que participaram do festival, e audição de vinil, também fazem parte da programação, aberta ao público no dia 10 de novembro. Realizado com incentivo fiscal, por meio da Lei Rouanet, o I Festival de Jazz & Blues – No Improviso tem o apoio do Hospital Pequeno Príncipe, que também sediou shows em suas instalações.


TRIBUTO CELSO BLUES BOY (05/01/1956 – 06/08/2012)

Não são muitos os artistas que podem se gabar de ter criado uma linguagem musical. Nesse seleto grupo, Celso Blues Boy arruma uma vaga por ter dado um sotaque brasileiro ao blues. A revista Backstage colocou Celso entre os 20 maiores guitarristas da história; BB King, expressão máxima do blues, o reverenciou ao dividir palcos e estúdio com ele. Fato é que Celso fez história desde a metade dos anos 70.
Com apenas 17 anos integrou o grupo de Raul Seixas e arregimentou fãs ao empunhar a guitarra nas bandas Legião Estrangeira e Aero Blues, considerado o primeiro grupo de blues do Brasil. Esses mesmos fãs viram Celso galgar os degraus da fama nos anos 80. Sua estréia solo, em 1984, com “Som na Guitarra”, é um clássico absoluto, não só pelos hits que contém (“Aumenta que isso aí é rock’n’roll”, “Blues Motel”), mas por espalhar aos quatro cantos do país a notícia de que havia bom blues sendo feito no Brasil.
A década de 80 foi mesmo pródiga para o guitarrista: é dessa época outros hits como “Marginal” (ao lado de Cazuza), “Damas da Noite”, “Tempos Difíceis”, “Fumando na Escuridão”, “Sempre Brilhará” e as trilhas de “Rock Estrela” e “Bete Balanço”.  Na década de 90 que ele gravou o excepcional “Vivo” no Circo Voador (RJ). Foi também quando passou a se apresentar regularmente na Europa, se tornou amigo de BB King.
Nos anos 2000, Celso Blues Boy segue incansável na estrada, de aeroporto em aeroporto, pelos
palcos afora. Nessas idas e vindas, foi parar novamente no Circo Voador. Foi ali, naquele espaço lendário, que gravou também seu primeiro DVD. Diante de uma platéia entusiasmada, ele desfilava suas músicas mais conhecidas com a classe, a garra e a emoção típicas de quem entrega aos fãs bem mais do que eles pedem.
Se o DVD/CD é a prova física do talento grandioso de Celso e da qualidade de sua obra, o show de lançamento do produto foi à amostra definitiva de seu carisma. No dia 1 de abril, ele lotou o Canecão,
numa festa inesquecível. É a demonstração de que, mesmo após três décadas de carreira, a história de Celso Blues Boy continua sendo traçada e contada.

BIG JOE MANFRA

 Já são 16 anos na estrada, mostrando toda a qualidade do blues nacional. Consolidou-se como um dos principais artistas do gênero no país.  Ao longo de sua carreira Big Joe Manfra procurou uma sonoridade que tivesse sua marca pessoal. Tomando a frente dos vocais a partir do segundo CD, buscou não se restringir ao blues tradicional, aliando a energia de seu lado rock e a influência do jazz em seus arranjos ao estilo nascido no Mississipi. Seu inconfundível sotaque bluesy levou o gaitista americano Peter "Madcat" Ruth a recrutá-lo durante os últimos 13 anos para sua tour, que resultou no CD “Live in Rio”, lançado em 2006.
Durante os anos na estrada se apresentou na Argentina e em festivais de norte a sul do Brasil ao lado dos grandes nomes do blues brasileiro como Celso Blues Boy, Blues Etílicos, Nuno Mindelis; além de dividir o palco com nomes internacionais como John Mayall & The Bluesbreaker. Ao lado de Jefferson Gonçalves fundou o selo Blues Time Records (hoje o maior e mais importante do blues no Brasil).

JEFFERSON GONÇALVES

O carioca Jefferson Gonçalves começou a carreira no início da década de 1990, trocou a profissão de bancário pela de músico e fundou a banda Baseado em Blues e o trio acústicoBlues Etc., gravou com artistas de diferentes gêneros e se consolidou como um dos mais completos nomes da gaita no País.
O gaitista identificou traços muito semelhantes entre a música negra norte-americana e a do Nordeste brasileiro, baseada nos ritmos do forró, como o baião, o xaxado e o xote. E essa percepção alargou-lhe os horizontes.
Com toda a experiência adquirida em centenas de shows, gravações e workshops, Jefferson Gonçalves tem sido uma referência em harmônica no Brasil, com sua gaita o músico faz um mix entre a música negra norte-americana e o regionalismo dos ritmos nordestinos como o forró, o baião, o xaxado, o maracatu, entre outros. Enfim, um músico completo que encanta platéias por onde passa.

IVO PESSOA

Cantor e compositor com mais de 25 anos de estrada, Ivo Pessoa começou sua carreira cantando e tocando em Londrina – PR, em bandas adolescentes. Participou da terceira edição do programa Fama – Rede Globo e esteve no ar por 8 semanas. Recebeu convite da direção musical da Rede Globo, para gravar a música “Uma Vez Mais” (Blanch e Felipe Loefller), tema dos personagens Rafael e Serena (Eduardo Moscóvis e Priscila Fantin) na novela “Alma Gêmea”.
Ivo foi o primeiro cantor brasileiro a colocar músicas nas duas trilhas, nacional e internacional, de uma mesma novela. Na sequencia lança o álbum IVO PESSOA pela gravadora Som Livre, com 12 faixas, algumas inéditas. Enquanto se dedicava à divulgação do cd “Olha Dentro dos Meus Olhos”, fazendo shows por todo o Brasil, Ivo inicia  um projeto totalmente voltado ao Blues, sua grande escola musical.


SERVIÇO:

“I FESTIVAL DE JAZZ & BLUES – NO IMPROVISO” 
Show Tributo a Celso Blues Boy
LOCAL: Teatro Bom Jesus (R: 24 de maio, 135)
QUANDO: 10 de novembro de 2012 – show Tributo a Celso Blues Boy – 20h30



 INGRESSOS PARA O SHOW:

PONTO DE VENDA: Livrarias Curitiba, site Alô Ingressos e bilheteria do Teatro Bom Jesus

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: LIVRE

«
Próximo

Postagem mais recente

»
Anterior

Postagem mais antiga

Publicado por Distintivo Blue

Siga-nos nas redes sociais e plataformas de streaming:

Nenhum comentário :

Leave a Reply

CDS, MP3, MÚSICAS CIFRADAS, ZINE E TUDO MAIS NO SITE OFICIAL DA DISTINTIVO BLUE:
http://www.distintivoblue.com

ASSINE O CANAL DA DISTINTIVO BLUE NO YOUTUBE:
http://www.youtube.com/distintivoblue

SIGA A DISTINTIVO BLUE NO TWITTER:
http://www.twitter.com/distintivoblue

SIGA A DISTINTIVO BLUE NO INSTAGRAM:
http://www.instagram.com/distintivoblue

CURTA A FANPAGE DA DISTINTIVO BLUE NO FACEBOOK:
http://www.facebook.com/distintivoblueoficial

SIGA-NOS NO BANDSINTOWN E SAIBA DOS NOSSOS SHOWS COM ANTECEDÊNCIA:
http://www.bandsintown.com/DistintivoBlue

CONTRATE A DISTINTIVO BLUE:
contato@distintivoblue.com

----------

OUÇA A DISTINTIVO BLUE:

NO SPOTIFY:
https://open.spotify.com/artist/5WBBzGauVrhPvNQ201XyYx

NA ITUNES STORE:
https://itunes.apple.com/br/artist/distintivo-blue/id457511491

NA DEEZER:
http://www.deezer.com/artist/4653226

NA RDIO:
http://www.rdio.com/artist/Distintivo_Blue/

NA GOOGLE PLAY:
https://play.google.com/store/music/artist/Distintivo_Blue?id=Akbxkaxwhmjn4pnnjkuz4rdyfvq

NA ONERPM:
https://onerpm.com.br/distintivoblue

NA AMAZON:
http://www.amazon.com/s/ref=ntt_srch_drd_B00D6LVAHC?ie=UTF8&field-keywords=Distintivo%20Blue&index=digital-music&search-type=ss

(PR) Tributo Oficial a Celso Blues Boy - No Improviso


I FESTIVAL DE JAZZ & BLUES – NO IMPROVISO APRESENTA UMA HOMENAGEM AO MAGO DAS GUITARRAS CELSO BLUES BOY COM O SHOW DE TRIBUTO CELSO BLUES BOY


 Show Tributo  Celso Blues Boy  é uma homenagem ao grande guitarrista Celso Blues Boy que será realizado no palco do festival No Improviso pelos músicos Big Joe Manfra, Ivo Pessoa e Jefferson Gonçalves com realização no Teatro Bom Jesus, no dia  10 de novembro as 20h30.


O “I Festival de Jazz & Blues – No Improviso” que acontece no Teatro Bom Jesus (Rua 24 de maio, 135) recebe o show de Tributo a Celso Blues Boy. O evento que estreou com a participação do bluesman Flávio Guimarães, contou com a participação internacional da Luther College Orchestra e o pianista e organista Ari Borger, apresentou a sonoridade de Badi Assad e recebeu os guitarristas de blues Nuno Mindelis e Igor Prado apresenta em novembro uma homenagem a Celso Blues Boy. 

O Festival receberá o show Tributo Celso Blues Boy no dia 10 de novembro as 20h30, no Teatro Bom Jesus.

Mostras fotográficas, com registros de grandes nomes que participaram do festival, e audição de vinil, também fazem parte da programação, aberta ao público no dia 10 de novembro. Realizado com incentivo fiscal, por meio da Lei Rouanet, o I Festival de Jazz & Blues – No Improviso tem o apoio do Hospital Pequeno Príncipe, que também sediou shows em suas instalações.


TRIBUTO CELSO BLUES BOY (05/01/1956 – 06/08/2012)

Não são muitos os artistas que podem se gabar de ter criado uma linguagem musical. Nesse seleto grupo, Celso Blues Boy arruma uma vaga por ter dado um sotaque brasileiro ao blues. A revista Backstage colocou Celso entre os 20 maiores guitarristas da história; BB King, expressão máxima do blues, o reverenciou ao dividir palcos e estúdio com ele. Fato é que Celso fez história desde a metade dos anos 70.
Com apenas 17 anos integrou o grupo de Raul Seixas e arregimentou fãs ao empunhar a guitarra nas bandas Legião Estrangeira e Aero Blues, considerado o primeiro grupo de blues do Brasil. Esses mesmos fãs viram Celso galgar os degraus da fama nos anos 80. Sua estréia solo, em 1984, com “Som na Guitarra”, é um clássico absoluto, não só pelos hits que contém (“Aumenta que isso aí é rock’n’roll”, “Blues Motel”), mas por espalhar aos quatro cantos do país a notícia de que havia bom blues sendo feito no Brasil.
A década de 80 foi mesmo pródiga para o guitarrista: é dessa época outros hits como “Marginal” (ao lado de Cazuza), “Damas da Noite”, “Tempos Difíceis”, “Fumando na Escuridão”, “Sempre Brilhará” e as trilhas de “Rock Estrela” e “Bete Balanço”.  Na década de 90 que ele gravou o excepcional “Vivo” no Circo Voador (RJ). Foi também quando passou a se apresentar regularmente na Europa, se tornou amigo de BB King.
Nos anos 2000, Celso Blues Boy segue incansável na estrada, de aeroporto em aeroporto, pelos
palcos afora. Nessas idas e vindas, foi parar novamente no Circo Voador. Foi ali, naquele espaço lendário, que gravou também seu primeiro DVD. Diante de uma platéia entusiasmada, ele desfilava suas músicas mais conhecidas com a classe, a garra e a emoção típicas de quem entrega aos fãs bem mais do que eles pedem.
Se o DVD/CD é a prova física do talento grandioso de Celso e da qualidade de sua obra, o show de lançamento do produto foi à amostra definitiva de seu carisma. No dia 1 de abril, ele lotou o Canecão,
numa festa inesquecível. É a demonstração de que, mesmo após três décadas de carreira, a história de Celso Blues Boy continua sendo traçada e contada.

BIG JOE MANFRA

 Já são 16 anos na estrada, mostrando toda a qualidade do blues nacional. Consolidou-se como um dos principais artistas do gênero no país.  Ao longo de sua carreira Big Joe Manfra procurou uma sonoridade que tivesse sua marca pessoal. Tomando a frente dos vocais a partir do segundo CD, buscou não se restringir ao blues tradicional, aliando a energia de seu lado rock e a influência do jazz em seus arranjos ao estilo nascido no Mississipi. Seu inconfundível sotaque bluesy levou o gaitista americano Peter "Madcat" Ruth a recrutá-lo durante os últimos 13 anos para sua tour, que resultou no CD “Live in Rio”, lançado em 2006.
Durante os anos na estrada se apresentou na Argentina e em festivais de norte a sul do Brasil ao lado dos grandes nomes do blues brasileiro como Celso Blues Boy, Blues Etílicos, Nuno Mindelis; além de dividir o palco com nomes internacionais como John Mayall & The Bluesbreaker. Ao lado de Jefferson Gonçalves fundou o selo Blues Time Records (hoje o maior e mais importante do blues no Brasil).

JEFFERSON GONÇALVES

O carioca Jefferson Gonçalves começou a carreira no início da década de 1990, trocou a profissão de bancário pela de músico e fundou a banda Baseado em Blues e o trio acústicoBlues Etc., gravou com artistas de diferentes gêneros e se consolidou como um dos mais completos nomes da gaita no País.
O gaitista identificou traços muito semelhantes entre a música negra norte-americana e a do Nordeste brasileiro, baseada nos ritmos do forró, como o baião, o xaxado e o xote. E essa percepção alargou-lhe os horizontes.
Com toda a experiência adquirida em centenas de shows, gravações e workshops, Jefferson Gonçalves tem sido uma referência em harmônica no Brasil, com sua gaita o músico faz um mix entre a música negra norte-americana e o regionalismo dos ritmos nordestinos como o forró, o baião, o xaxado, o maracatu, entre outros. Enfim, um músico completo que encanta platéias por onde passa.

IVO PESSOA

Cantor e compositor com mais de 25 anos de estrada, Ivo Pessoa começou sua carreira cantando e tocando em Londrina – PR, em bandas adolescentes. Participou da terceira edição do programa Fama – Rede Globo e esteve no ar por 8 semanas. Recebeu convite da direção musical da Rede Globo, para gravar a música “Uma Vez Mais” (Blanch e Felipe Loefller), tema dos personagens Rafael e Serena (Eduardo Moscóvis e Priscila Fantin) na novela “Alma Gêmea”.
Ivo foi o primeiro cantor brasileiro a colocar músicas nas duas trilhas, nacional e internacional, de uma mesma novela. Na sequencia lança o álbum IVO PESSOA pela gravadora Som Livre, com 12 faixas, algumas inéditas. Enquanto se dedicava à divulgação do cd “Olha Dentro dos Meus Olhos”, fazendo shows por todo o Brasil, Ivo inicia  um projeto totalmente voltado ao Blues, sua grande escola musical.


SERVIÇO:

“I FESTIVAL DE JAZZ & BLUES – NO IMPROVISO” 
Show Tributo a Celso Blues Boy
LOCAL: Teatro Bom Jesus (R: 24 de maio, 135)
QUANDO: 10 de novembro de 2012 – show Tributo a Celso Blues Boy – 20h30



 INGRESSOS PARA O SHOW:

PONTO DE VENDA: Livrarias Curitiba, site Alô Ingressos e bilheteria do Teatro Bom Jesus

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: LIVRE

Nenhum comentário

CDS, MP3, MÚSICAS CIFRADAS, ZINE E TUDO MAIS NO SITE OFICIAL DA DISTINTIVO BLUE:
http://www.distintivoblue.com

ASSINE O CANAL DA DISTINTIVO BLUE NO YOUTUBE:
http://www.youtube.com/distintivoblue

SIGA A DISTINTIVO BLUE NO TWITTER:
http://www.twitter.com/distintivoblue

SIGA A DISTINTIVO BLUE NO INSTAGRAM:
http://www.instagram.com/distintivoblue

CURTA A FANPAGE DA DISTINTIVO BLUE NO FACEBOOK:
http://www.facebook.com/distintivoblueoficial

SIGA-NOS NO BANDSINTOWN E SAIBA DOS NOSSOS SHOWS COM ANTECEDÊNCIA:
http://www.bandsintown.com/DistintivoBlue

CONTRATE A DISTINTIVO BLUE:
contato@distintivoblue.com

----------

OUÇA A DISTINTIVO BLUE:

NO SPOTIFY:
https://open.spotify.com/artist/5WBBzGauVrhPvNQ201XyYx

NA ITUNES STORE:
https://itunes.apple.com/br/artist/distintivo-blue/id457511491

NA DEEZER:
http://www.deezer.com/artist/4653226

NA RDIO:
http://www.rdio.com/artist/Distintivo_Blue/

NA GOOGLE PLAY:
https://play.google.com/store/music/artist/Distintivo_Blue?id=Akbxkaxwhmjn4pnnjkuz4rdyfvq

NA ONERPM:
https://onerpm.com.br/distintivoblue

NA AMAZON:
http://www.amazon.com/s/ref=ntt_srch_drd_B00D6LVAHC?ie=UTF8&field-keywords=Distintivo%20Blue&index=digital-music&search-type=ss