glu

Dezembro 2016



Distintivo Blue fecha 2016 com mais uma novidade: as CCCJL Sessions.

Durante todo o ano de 2016 a banda manteve ensaios regulares, duas vezes por semana, no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, além de ensaios em estúdios pagos. Nesse período fez shows, gravou clipe, amadureceu suas músicas e teve muitas, muitas boas ideias. Mas, nem tudo são flores: o Centro de Cultura, um excelente espaço cultural mantido pelo governo do estado da Bahia em nossa cidade-natal, Vitória da Conquista, foi construído na década de 80 e nunca sofreu grandes reformas até 2013, quando teve sua sala principal interditada por diversos fatores, principalmente relacionados à segurança, impedindo a realização de qualquer evento com presença de público.

Não é novidade que estamos entre os maiores pagadores de impostos no mundo, e que vivemos no país do desperdício, impunidade e descaso. Como é possível, neste país, elementos tão importantes para o bem estar social acabarem sucateados e deixados de lado? O Centro de Cultura clama pela atenção de todos os cidadãos. Pressionemos as nossas "autoridades" para que usem BEM o dinheiro que somos forçados a lhes entregar. Queremos o CCCJL de volta, e já! Nossos impostos e tributos devem retornar à sociedade sob a forma de benefícios! Cultura, educação, saúde, estrutura e segurança.

Esta série de vídeos tem o objetivo de mostrar o resultado de tanto tempo de trabalho, utilizando o espaço do CCCJL, chamando a atenção para sua grave situação: o cenário é dramático: invertemos nossa posição no palco para mostrar a velha e defasada arquibancada, vazia, com cadeiras velhas e quebradas. A (ausência de) paleta de cores remete ao luto: nosso tão querido principal espaço cultural se transformando em mais um elefante branco brasileiro, felizmente ainda zelado com carinho por bravos e guerreiros funcionários e prestadores de serviço. Em meio a isso a DB toca algumas de suas músicas (incluindo as ainda não-lançadas) e covers, seguidas de conversas informais sobre cada uma. A cada semana, um vídeo novo. Confira, compartilhe e apoie a cultura baiana neste momento dramático.




VIVENDO BLUES
Wylsel Junior

De manhã bem cedo
Quando meu amor me beija
É que lembro quem eu sou
Lhe preparo um café
Ponho o meu chapéu de lado
E assim de braço dado
Lhe acompanho ao ônibus
O dia tá só começando
E eu já to vivendo mais um blues

A vida nunca foi fácil
Sempre muito pra fazer
Muito pouco pra ganhar
Todo tempo pra dever
Mas tem que ser desse jeito
Se quiser viver na terra
Todo mundo tem sua cruz
Eu aprendi desde moleque
Deus também escreve blues

Deixei muitas cicatrizes
Umas boas outras más
Mas se depender de mim
Hoje vou viver em paz
Que atire a primeira pedra
Quem andou só direitinho
Quem não cede e nem seduz
Quem não quer ser ser humano
Nunca entenderá um blues

Muita 'pala' no estilo
Muita pose pra fazer
Toda história bem montada
Chama o Jack pra beber
Não me importo com a cara
Puxa vida quanto estilo
Esse tipo que você faz na luz
Eu entrei nessa sem escolher, meu irmão
Eu vou morrer cantando blues


------------------------------------------------ - - -

Gravado e editado no verão de 2016, em Vitória da Conquista-BA

Idealização e produção: I. Malforea (DIY!)


Distintivo Blue é:

I. Malforea - voz e violão
Rodrigo Bispo no Baixo - contrabaixo e voz
Lavus Bittencourt - guitarra e voz
Nephtali Bitencourt - Bateria e voz

------------------------------------------------ - - -

Este vídeo é um oferecimento de

Distintivo Blue American IPA
Blues autoral, cerveja artesanal

www.distintivoblue.com
www.bluezinada.com.br


A capa do bootleg remete ao próprio cartaz do show

Em 20 de dezembro de 2016 a Distintivo Blue se reuniu em formato compacto, acústico, para o lançamento das cervejas da Brutos Beer, incluindo a Distintivo Blue American IPA, no Santo Antonio Supermercado, em Vitória da Conquista-BA. Os Joes sempre gravam suas apresentações para simples registro e para corrigir erros. Fazia bastante tempo que não se apresentavam em formato acústico, ou "orgânico", em alusão ao quarto EP da banda, lançado em 2014.

Ao ouvir algumas faixas e achar interessante o resultado, captado por um gravador Zoom H4n posicionado à frente do grupo, com edição mínima (apenas algumas faixas ficaram de fora, alguns espaços vazios e locuções), a DB resolveu disponibilizar aos fãs como bootleg. Foi uma experiência diferente, num lugar incomum, que nos despertou novamente o interesse por apresentações acústicas minimalistas. Esperamos que curtam.

Obs.: este bootleg não será disponibilizado para download: apenas streaming.




Tracklist (com as músicas da DB em negrito):

1) Vivendo Blues (Wylsel Junior)
2) Bucking Blues and Some Perky Loonies (Camilo Oliveira, Distintivo Blue)
3) The Thrill Is Gone (Roy Hawkins, Rick Darnell)
4) De Cara no Blues II (Thomaz Oliveira, Distintivo Blue)
5) Little Wing (Jimi Hendrix)
6) Tanto (I Want You) (Bob Dylan, v. Chico Amaral)
7) Meu Amigo Blues (I. Malforea)
8) Sweet Home Chicago (Robert Johnson)
9) Pride and Joy (Stevie Ray Vaughan)
10) Diglett Blue (I. Malforea, Lavus Bittencourt)
11) Puro Malte (Flávio Guimarães, Greg Wilson)
12) Let The Good Times Roll (Louis Jordan)
13) Mustang Sally (Mack Rice)
14) Blowing in the Wind (Bob Dylan)
15) 2012, Miopia (I. Malforea)
16) Na Trilha do Blues (Thomaz Oliveira)
17) Doze Horas (I. Malforea, Distintivo Blue)





Natal é aquela época em que nos reunimos com quem gostamos, celebramos e renovamos nossa esperança de dias melhores. Seja você cristão ou não (já que se trata de um evento cristão), curta e aproveite momentos felizes como este, renovando sempre os princípios básicos de qualquer religião ou filosofia: FAZER O BEM!
Lembre-se sempre disso, aplique às infinitas possibilidades que a vida nos traz diariamente, e tenha a certeza de que os grandes Mestres se orgulhariam de você, independente de qual seja a sua forma de encarar a vida. E que venha o desafiante 2017: ao som do blues, teremos garra, força e, ao contrário do que tenta nos impor a correnteza, HONESTIDADE para vencer.
Seus amigos da Distintivo Blue / BLUEZinada!







Distintivo Blue fecha 2016 com mais uma novidade: as CCCJL Sessions.

Durante todo o ano de 2016 a banda manteve ensaios regulares, duas vezes por semana, no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, além de ensaios em estúdios pagos. Nesse período fez shows, gravou clipe, amadureceu suas músicas e teve muitas, muitas boas ideias. Mas, nem tudo são flores: o Centro de Cultura, um excelente espaço cultural mantido pelo governo do estado da Bahia em nossa cidade-natal, Vitória da Conquista, foi construído na década de 80 e nunca sofreu grandes reformas até 2013, quando teve sua sala principal interditada por diversos fatores, principalmente relacionados à segurança, impedindo a realização de qualquer evento com presença de público.

Não é novidade que estamos entre os maiores pagadores de impostos no mundo, e que vivemos no país do desperdício, impunidade e descaso. Como é possível, neste país, elementos tão importantes para o bem estar social acabarem sucateados e deixados de lado? O Centro de Cultura clama pela atenção de todos os cidadãos. Pressionemos as nossas "autoridades" para que usem BEM o dinheiro que somos forçados a lhes entregar. Queremos o CCCJL de volta, e já! Nossos impostos e tributos devem retornar à sociedade sob a forma de benefícios! Cultura, educação, saúde, estrutura e segurança.

Esta série de vídeos tem o objetivo de mostrar o resultado de tanto tempo de trabalho, utilizando o espaço do CCCJL, chamando a atenção para sua grave situação: o cenário é dramático: invertemos nossa posição no palco para mostrar a velha e defasada arquibancada, vazia, com cadeiras velhas e quebradas. A (ausência de) paleta de cores remete ao luto: nosso tão querido principal espaço cultural se transformando em mais um elefante branco brasileiro, felizmente ainda zelado com carinho por bravos e guerreiros funcionários e prestadores de serviço. Em meio a isso a DB toca algumas de suas músicas (incluindo as ainda não-lançadas) e covers, seguidas de conversas informais sobre cada uma. A cada semana, um vídeo novo. Confira, compartilhe e apoie a cultura baiana neste momento dramático.


------------------------------------------------ - - -

THE THRILL IS GONE
Roy Hawkins, Rick Darnell

The thrill is gone
The thrill is gone away
The thrill is gone baby
The thrill is gone away
You know you done me wrong baby
And you'll be sorry someday

The thrill is gone
It's gone away from me
The thrill is gone baby
The thrill is gone away from me
Although, I'll still live on
But so lonely I'll be

The thrill is gone
It's gone away for good
The thrill is gone baby
It's gone away for good
Someday I know I'll be open armed baby
Just like I know a good man should

You know I'm free, free now baby
I'm free from your spell
Oh I'm free, free, free now
I'm free from your spell
And now that it's all over
All I can do is wish you well

------------------------------------------------ - - -

Gravado e editado no verão de 2016, em Vitória da Conquista-BA
Idealização e produção: I. Malforea (DIY!)

Distintivo Blue é:

I. Malforea - voz e violão
Rodrigo Bispo no Baixo - contrabaixo e voz
Lavus Bittencourt - guitarra e voz
Nephtali Bitencourt - Bateria e voz

------------------------------------------------ - - -

Este vídeo é um oferecimento de

Distintivo Blue American IPA
Blues autoral, cerveja artesanal

www.distintivoblue.com
www.bluezinada.com.br





Distintivo Blue fecha 2016 com mais uma novidade: as CCCJL Sessions.

Durante todo o ano de 2016 a banda manteve ensaios regulares, duas vezes por semana, no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, além de ensaios em estúdios pagos. Nesse período fez shows, gravou clipe, amadureceu suas músicas e teve muitas, muitas boas ideias. Mas, nem tudo são flores: o Centro de Cultura, um excelente espaço cultural mantido pelo governo do estado da Bahia em nossa cidade-natal, Vitória da Conquista, foi construído na década de 80 e nunca sofreu grandes reformas até 2013, quando teve sua sala principal interditada por diversos fatores, principalmente relacionados à segurança, impedindo a realização de qualquer evento com presença de público.

Não é novidade que estamos entre os maiores pagadores de impostos no mundo, e que vivemos no país do desperdício, impunidade e descaso. Como é possível, neste país, elementos tão importantes para o bem estar social acabarem sucateados e deixados de lado? O Centro de Cultura clama pela atenção de todos os cidadãos. Pressionemos as nossas "autoridades" para que usem BEM o dinheiro que somos forçados a lhes entregar. Queremos o CCCJL de volta, e já! Nossos impostos e tributos devem retornar à sociedade sob a forma de benefícios! Cultura, educação, saúde, estrutura e segurança.

Esta série de vídeos tem o objetivo de mostrar o resultado de tanto tempo de trabalho, utilizando o espaço do CCCJL, chamando a atenção para sua grave situação: o cenário é dramático: invertemos nossa posição no palco para mostrar a velha e defasada arquibancada, vazia, com cadeiras velhas e quebradas. A (ausência de) paleta de cores remete ao luto: nosso tão querido principal espaço cultural se transformando em mais um elefante branco brasileiro, felizmente ainda zelado com carinho por bravos e guerreiros funcionários e prestadores de serviço. Em meio a isso a DB toca algumas de suas músicas (incluindo as ainda não-lançadas) e covers, seguidas de conversas informais sobre cada uma. A cada semana, um vídeo novo. Confira, compartilhe e apoie a cultura baiana neste momento dramático.




BLUES DO COVARDE
I. Malforea

Vou contar a minha história
Pra ver você chorar
Me chamam de covarde
Mas vou me justificar
É que eu não posso
Eu não consigo
Sair desse caminho tão errado,
Me livrar desse conflito

Sou tão fraco, imagine
Que detesto a fraqueza
Por isso eu não resisto:
Piso em quem é indefeso
Então eu canto meu blues
Pra me justificar
Eu sei que ser assim é complicado
Mas nunca tentei mudar

Na batalha que é a minha vida
Só pra metaforizar
Eu sou o cavaleiro que não sabe duelar
Por isso eu canto este blues
Pra me justificar
Eu sei que ser assim é complicado
Mas não consigo mudar

Se a estrada é muito longa
Eu não quero me cansar
Então subo nas costas
Daquele que quer andar
Enquanto canto meu blues
Que é pra me inocentar
Não ligo se só convenço a mim mesmo
O importante é ganhar

Essa então é a minha história
Foi difícil de contar
É que eu nunca penso nisso
Mas o problema está lá
Então eu canto meu blues
Pra me justificar
A poeira está debaixo do tapete
E é melhor que fique lá

Mas o que eu quero
Tudo o que eu quero
É chegar lá

------------------------------------------------ - - -

Gravado e editado no verão de 2016, em Vitória da Conquista-BA
Idealização e produção: I. Malforea (DIY!)

Distintivo Blue é:

I. Malforea - voz e violão
Rodrigo Bispo no Baixo - contrabaixo e voz
Lavus Bittencourt - guitarra e voz
Nephtali Bitencourt - Bateria e voz

------------------------------------------------ - - -

Este vídeo é um oferecimento de

Distintivo Blue American IPA
Blues autoral, cerveja artesanal

www.distintivoblue.com
www.bluezinada.com.br






Vitória da Conquista vem a passos firmes e fortes entrando no universo da cerveja artesanal, inclusive produzindo uma variedade de estilos por meio de ao menos 8 fabricantes, que vem sendo reconhecidas pela qualidade das suas cervejas.

Uma delas, a Brutos Beer, marca respeitada na região, fez parceria com a banda conquistense Distintivo Blue, que juntas lançam no próximo sábado, às 14h, na Cervejaria Mata Branca, a cerveja Distintivo Blue American Ipa, estilo de cerveja muito apreciada pelos degustadores das artesanais.


A banda, desde 2009 produzindo blues de primeira qualidade, inclui ao seu repertório a produção de cerveja, um ousado empreendimento que reflete uma nova categoria de bandas conquistenses, que tem apresentado uma produção musical respeitável e profissionalismo.

Numa conversa rápida com o vocalista da banda, Malforea, a expectativa para o lançamento da cerveja é a melhor possível, lembrando que foram alguns meses de muito trabalho "tanto nosso quanto da própria Brutos Beer", lembra. "Finalmente chegou a cerveja em seu rótulo definitivo, com registro no MAPA, pronta pra entrar no mercado nacional. De agora em diante é só expandir esse alcance. Como nossa cerveja não é comemorativa, e sim fixa, ela estará sempre nas prateleiras a partir de agora", adianta Malforea.

Fabricada com água, malte, lúpulo, levedura e rapadura, as credenciais da cerveja: marcante, corpo médio, cor cobre avermelhada, aroma intenso de lúpulo florais frutados provenientes dos EUA, perfeita para harmonizar com carne assada, hamburguer, salsicha, queijo, gorgonzola, comidas mexicanas e indianas.

Enfim, uma cerveja com um artigo de luxo, um produto essencial como sobremesa na maioria das casas, a rapadura local, com todas as suas particularidades. Agora é só esperar mais um pouco para uma boa degustação musical com cerveja à base de rapadura. Esta mistura, sim, uma harmonia impecável.


A Brutos Beer compartilha com muitas cervejas artesanais a sua origem: nas panelas, entre amigos apaixonados por fazer cerveja em casa. O que inicialmente era um hobby virou negócio, com uma missão bem definida, que é promover a cultura, interação, amizades e conversas sem fim, com um consumo responsável, sem exageros.

A Brutos Beer foi criada pelos Homebrewers Mauricio Figueira e Fabricio Moura, cunhados e amigos apreciadores de cervejas especiais. Com o slogan “Aqui a rapadura não é doce!”, ingredientes inusitados, aromas intensos e aparência convidativa, a fabricação da Brutos Beer é conduzida com dedicação e rigor, o que garante um produto de alta qualidade para um mercado bastante sofisticado e exigente. A Brutos, a princípio, traz 4 rótulos (entre elas a Coração Rubro Negro – para os apaixonados por futebol e a Distintivo Blue, em parceria com a banda) e uma nova proposta: aproximar mais pessoas das cervejas especiais, mas sem deixar de impressionar os já apreciadores. 

A produção da Brutos Beer em escala maior e de forma “Cigana” se inicia com os estilos American Indian Pale Ale - AIPA e Irish Red Ale. O lançamento para o público acontecerá na Cervejaria Mata Branca, berço da cultura cervejeira na cidade, sábado, dia 17 de dezembro de 2016, a partir das 14:00h. O som ficará por conta da banda Distintivo Blue, o blues autoral de Conquista.



EVENTO: Lançamento da cerveja Brutos Beer 
DATA: 17 de dezembro de 2016. 
HORÁRIO: A partir das 14:00h 
MÚSICA: Banda Distintivo Blue 
LOCAL: Empório Mata Branca – Vitória da Conquista - BA 

Mais informações: 
(77) 98811-5280, (77) 99145-0317


Neste sábado a Distintivo Blue faz sua estreia no Cultura Bacana, um excelente espaço musical inaugurado há poucas semanas. Neste show a banda trará grandes clássicos do estilo e suas canções próprias, além de sua zine BLUEZinada!, disponível gratuitamente ao público. 

SERVIÇO
O que: Distintivo Blue 
Onde: Cultura Bacana: Av. Otávio Santos, logo abaixo da CLIV - Vitória da Conquista/BA | Facebook
Quando: Sábado, 03 de dezembro, às 21h
Quanto: R$5,00 (couvert individual)





Yeah! No primeiro episódio do BLUEZinada! Podcast, a própria Distintivo Blue apresenta o podcast, fala um pouco sobre si mesma, seus projetos e o propósito da BLUEZinada!, numa espécie de "release sonoro". A partir de agora, todo dia 1º teremos um novo episódio no feed. É o podcast sobre blues e afins, da Distintivo Blue.


Para ouvir aqui, use o player acima

Para baixar, clique aqui (MP3 96kbps)

Link do feed

Assine no iTunes


Neste episódio:

I. Malforea - Blog | Facebook | Twitter | Instagram
Rodrigo Bispo no Baixo - Facebook
Lavus Bittencourt - Facebook | Twitter | Instagram
Nephtali Bitencourt - Facebook | Twitter | Instagram


Leia! Ouça! Assista!

Nephtali Bitencourt - Livro: Por Que Engordamos (Gary Taubes) | Playlist: All Out 60's
Rodrigo Bispo no Baixo - Livro: Convite à Filosofia (Marilena Chauí)
Lavus Bittencourt - Randômicos - Acendam as Luzes (2016) | Box Sherlock Holmes | Ghost in the Shell
I. Malforea - The Baggios - Brutown (2016)


Setlist do BG:

1) Na Trilha do Blues - Distintivo Blue
2) Luar do Pontal - Distintivo Blue
3) Você Roubou o Meu Pendrive - Distintivo Blue
4) Charity and Mercy (Orgânico) - Distintivo Blue
5) The Power of Zoo - Distintivo Blue
6) 2012, Miopia - Distintivo Blue
7) Mañana Por la Noche - Color Humano
8) Noel - Café com Blues
9) On Top of the World - John Mayall and the Bluesbreakers
10) Don't Bother None - Mai Yamane
11) Let the Good Times Roll - Tony Bennett & BB King
12) Galos, Noites e Quintais - Belchior
13) My Business Blues - Distintivo Blue
14) Doze Horas - Distintivo Blue
15) Meu Amigo Blues - Distintivo Blue
16) It's Not Unusual - Tom Jones
17) Retomada - Randômicos
18) Como um Tiro de Bacamarte - The Baggios
19) Blue Texas Trucker 3 - Victor Ohlsson
20) Out Go the Lights - Aerosmith

Ouça a mixtape aqui:



Erratas:

02:03 - Nosso primeiro lançamento autoral foi em 2010: "Luar do Pontal", na coletânea "Máfia da Mortadela vol. 1".
04:25 - O disco "Todos os Dias, Vol. 2" ficou para 2017.
34:39 - Digo... "Sou o mais antigo da banda, seguido por Rodrigo".


Produção, gravação e edição por I. Malforea

Dúvidas, críticas, sugestões e outros comentários aqui embaixo ou por e-mail: bluezinada@distintivoblue.com


Agradecimentos ao Thiago Miro (Mundo Podcast) e Leo Lopes (Rádiofobia)


Caiu de paraquedas? Saiba mais sobre a mídia podcast clicando aqui.


...