glu

outubro 2011

Camilo Oliveira, Rômulo Fonseca, Rodrigo Bispo e I. Malforea no camarim, antes do show de ontem.
Foto: Ester Barreto


dbjoesss
A DB abre a última noite do FestivaLinkl Suíça Bahiana
Por I. Malforea

Chegou o dia, cambada! Na última noite do Festival Suíça Bahiana
teremos muito blues, country e rock n' roll. A DB abre a noite, a partir das 17h no palco 1 do festival. Lembrando que somos pontuais, portanto, não conte com atrasos. Começaremos na hora, mesmo que não tenha ninguém na pista.
Ontem foi uma noite muito legal: tivemos o sensacional show da Canastra (RJ), seguido pela nossa conterrânea Ladrões de Vinil, além da primeira banda da noite, a também conterrânea Randômicos, dona de um estilo bem original e bem-feito. Eu e Camilo participamos da faixa Flamboyant com nosso naipe de kazoos. confira o vídeo abaixo. Esperamos vocês, hein?



Estivemos agora há pouco no Clube D'Waller, onde começará daqui a pouco o Festival Su[iça Bahiana. Confira as fotos e venha: tocaremos no domingo!

Domingón estaremos aqui!

Conferindo o palco
Tem até vista para o maravilhoso Lago de Vitória da Conquista, hehe!


Convidamos a todos para mais um show afim de celebrarmos o bom e velho Blues e Rock

Podem aguardar por novidades pois reformulamos o show para ser mais fervoroso, e botar a baixo o inferninho com Blues Nacional e Internacional.....

Desta vez estaremos dividindo o palco com a banda Aly na Skyna (Lynyrd Skynyrd) que vem apresentando um bom show com um repertório tenebroso!!

Bom é isso ai...contamos com a presenta de todos vocês e suas trupes!!!

Info:
>> www.twitter.com/CevadaBlues
>> www.myspace.com/CevadaBlues
>> www.stonehengerockbar.com.br

* Entrada: MAS: R$ 15,00 e FEM: R$ 12,00
* Local trabalha com: cartão de débito e dinheiro
* Rua Tupis, 1448, Barro Preto, Belo Horizonte, Minas Gerais
* Tels: 31 3271 3476 / 31 9281 5239 / 31 9247 2020
* Improprio para menores de 18 anos.

Hora
Amanhã às 22:00 - domingo às 04:00

Localização

Criado por
EC lança sua Blues Box Set mês que vem
Por I. Malforea

Segundo o site oficial do deus da guitarra, Eric Clapton, já está disponível a pré-venda da nova Blues Box Set, prevista para lançamento em 21 de novembro. A box traz três álbuns já lançados antes: From the Craddle (1984), Riding With the King (2000) e Me and Mr. johnson (2004). São cinco discos em vinil 180g de altíssima qualidade, ainda com a versão numerada (500 cópias), em vinil azul de 140g. Um lançamento imperdível para os amantes do bom blues no inimitável formato analógico.

Por I. Malforea

Desde o ano passado a cantora pop Cyndi Lauper, ícone dos anos 80, passou a frequentar os sites, revistas e colunas relacionadas ao blues. Com o lançamento do aclamadíssimo álbum Memphis Blues, indicado ao Grammy e recheado de participações mais que especiais, como o rei B.B. King e a lenda Charlie Musselwhite. O disco trouxe versões muito bem-gravadas de clássicos do blues, como I Just Your Fool (Marion Walter Jacobs), Crossroads (Robert Johnson) e Rolling and Tumblin' (Muddy Waters).
Cyndi saiu imediatamente em turnê mundial, incluindo o Brasil, e hoje saiu o DVD contendo seu mais recente repertório, que também não deixa de lado seus próprios clássicos. A notícia foi publicada em seu blog oficial, que possui o link para o DVD comum e o autografado, obviamente um pouco mais caro, mas que destina uma pequena parcela à sua fundaçao, a The True Colors Fund.
Há ainda a opção para comprar as músicas, em formato MP3, pela ITunes Store ou pela Amazon, uma boa opção para quem é fã, mas não quer esperar ou não se importa muito com as imagens. O fato é que, puristas à parte, Memphis Blues foi um ótimo álbum de blues e uma grande surpresa desta artista sempre autêntica e talentosa. Do seu DVD só podemos esperar algo à sua altura. Esperamos vê-lo nas prateleiras tupiniquins em breve.

Setlist do DVD:
1. Shattered Dreams
2. Just Your Fool
3. Early in the Mornin'
4. Romance in the Dark
5. How Blue Can You Get?
6. Down Don't Bother Me
7. Down So Low
8. Crossroads
9. Lead Me On
10. Don't Cry No More
11. She Bop
12. Who Let In The Rain
13. Mother Earth
14. Change of Heart


Miguel Côrtes (primeiro plano) e a DB (22/10/2011)
Foto por Ester Barreto
Por I. Malforea

Tá chegando o dia! no próximo domingo (30/10) faremos nosso show no Festival Suíça Bahiana. O festival contará com várias bandas de todo o Brasil e acontecerá em três dias. Nós abriremos a última noite, por isso, chegue cedo, já que o tempo é curto pra cada banda. Nesse show tocaremos mais uma música nova, que estará em nosso próximo CD (já tocamos Na Trilha do Blues algumas vezes e tem muito mais vindo aí). Também aproveitaremos a ocasião para lançar uma nova surpresa pra vocês. É imperdível!
No último sábado estivemos no Som da Tribo (@OSomdaTribo) falando sobre o festival e os próximos shows. Confira no player abaixo.






Distintivo Blue - Luar do Pontal
Ensaio do festival Suíça Bahiana 2011
I. Malforea - voz, gaita, kazoo
Rômulo Fonseca - guitarra, voz
Camilo Oliveira - guitarra, voz
Rodrigo Bispo - contrabaixo
Horton Macedo - sax
Diego Oliveira - bateria
Ester Barreto - câmera

DB se preparando para o show - 20/10/2011
Camilo Oliveira(guitarra), I. Malforea (voz), Rodrigo Bispo (baixo), Horton Macedo (sax), Diego Oliveira (bateria) e Rômulo Fonseca (guitarra). Foto por Ester Barreto


O ex-integrante do grupo Cidade Negra, Buiu, faz show neste domingo no Café com Letras. O músico promete entreter o público com os sons de seu trompete.
A apresentação acontecerá no dia 23 de outubro, domingo, a partir das 19h30.
O couvert artístico por pessoa é R$ 10,00. Caso deseja, ligue e faça sua reserva pelo telefone (31) 3225 9973.


Na quinta, 20/10

TEMPORADA JAZZ CLASSIC - NOITE 3

Temporada Jazz Classic - noite 3

Última noite da temporada que reuniu músicos da velha guarda do jazz paulistano, mestres que estão estabelecidos em conhecidas casas da noite e que saíram da toca - para nossa alegria e deleite dos nossos ouvidos. Na terceira e última noite da Temporada Jazz Classic, o pianista de mão cheia Rudi Germano vem ao nosso palco acompanhado de Carlinhos Noronha no baixo e Vitor Cabral na bateria. Noite pra ouvir o puro, bom e velho jazz - venha e traga seus aplausos, você vai precisar deles!

Última noite da temporada que reuniu músicos da velha guarda do jazz paulistano, mestres que estão estabelecidos em conhecidas casas da noite e que saíram da toca - para nossa alegria e deleite dos nossos ouvidos.

Na terceira e última noite da Temporada Jazz Classic, o pianista Rudi Germano vem acompanhado de Carlinhos Noronha no baixo e Vitor Cabral na bateria.

Rudi começou a tocar aos cinco anos de idade, fazendo parte do Pro­grama Clube do Guri em Porto Alegre. Acompanhou artistas como Lupicínio Rodrigues, Nelson Coelho de Castro, Jerônimo Jardim, Peri Sousa e Renato Borguete. Mudou para São Paulo em 1984, e desde então trabalhou com Marcio Montarroio, Vânia Bas­tos, Alaíde Costa, Jair Rodrigues e Caubi Peixoto, entre outros.

O baixista Carlinhos Noronha tocou com Ney Matogrosso na turnê “Inclassificáveis”, e também com Yaniel Matos, Demônios da Garoa, entre outros. O baterista Vitor Cabral tocou com Ed Motta, Maria Rita, Tony Tornado, Wilson Simoninha, Nina Becker, Hélio Delmiro outros.

Noite pra ouvir o puro, bom e velho jazz - venha e traga seus aplausos, você vai precisar de um estoque deles.

Horário da casa: das 20h à 2h.
Antes das 22h30: “Para os ouvintes”
- Silêncio durante o show.
- Show: das 21h45 às 22h30.
Após as 22h30: “Jazz Bar”
- Ambiente informal, conversas, fofocas e cochichos permitidos.
- Show: das 23h30 à 0h45.
Valor da entrada: 25 reais.
Até 21h30 (15 minutos antes do início do show): 15 reais.
Coloque seu nome na lista de desconto, chegue após as 22h30 e ganhe 10 consumíveis. Clique para lista de desconto
Não aceitamos cartões (por enquanto).
Reservas através do email contato@jazznosfundos.net
(limitadas a 5 mesas por show e válidas até 21h15).

Na Sexta, 21/10
MARCO LOBO QUINTETO

Marco Lobo Quinteto

O baiano Marco Lobo volta ao nosso palco para mais uma noite da temporada mais alto astral da nossa programação. Criativo, lúdico e muito musical, o percussionista utiliza diversos tipos de material para construir instrumentos que ecoem sua pulsação. Radicado no RJ, ele já tocou com Marisa Monte, Maria Bethânia, Lenine, João Bosco, Gil, atualmente, Milton Nascimento e Billy Cobham. Noite pra dançar e se pra benzer, com Leandro Cassimiro no sax, Danilo Santana no piano, Serginho Carvalho no baixo e Marcelo Brasil na bateria.

Marco Lobo volta ao nosso palco para mais uma noite da temporada mais alto astral da nossa programação. Criativo, lúdico e muito musical, o percussionista utiliza diversos tipos de material para construir instrumentos que ecoem sua pulsação. E é no seu pulso flexível que a platéia embarca em toadas leves, alegres e contagiantes. O percussionista usa seus instrumentos como extensão de seu corpo, os incorpora em uma apresentação vibrante e cheia de suingue.

Radicado no Rio de Janeiro há 20 anos, o músico já esteve em palcos e grvações ao lado de Elba Ramalho, Marisa Monte, Ivan Lins, Maria Bethânia, Lenine, Ana Carolina, João Bosco, Gilberto Gil, Titãs e, atualmente, Milton Nascimento e Billy Cobham.

Nessa noite ele vem ao nosso palco muito bem acompanhado por Leandro Cassimiro no sax, Danilo Santana no piano e teclado, Serginho Carvalho no baixo e Marcelo Brasil na bateria. A gente recomenda!

Horário da casa: das 20h à 2h.
Antes das 22h30: “Para os ouvintes”
- Silêncio durante o show.
- Show: das 21h45 às 22h30.
Após as 22h30: “Jazz Bar”
- Ambiente informal, conversas, fofocas e cochichos permitidos.
- Show: das 23h30 à 0h45.
Valor da entrada: 25 reais.
Até 21h30 (15 minutos antes do início do show): 15 reais.
Coloque seu nome na lista de desconto, chegue após as 22h30 e ganhe 10 consumíveis. Clique para lista de desconto
Não aceitamos cartões (por enquanto).
Reservas através do email contato@jazznosfundos.net
(limitadas a 5 mesas por show e válidas até 21h15).

No sábado, 22/10
SAMBANZO

Sambanzo

“Sambanzo” vem da união do samba, do jazz e do “banzo”, palavra Iorubá que expressa a tristeza dos negros escravos longe da sua terra natal. Filhos de uma mesma África, esses ritmos dialogam de forma rica e fluente, temperados com a liberdade do improviso e da criação coletiva de Kiko Dinucci (guitarra), Marcelo Cabral (baixo), Samba Sam (percussão) e Wellington Moreira “Pimpa” (bateria). No repertório, composições do saxofonista Thiago França e uma compilação de melodias adaptadas dos cantos tradicionais religiosos e folclóricos brasileiros, além clássicos do samba. Jazz pra dançar e pra se deixar levar!

Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação dos amantes do Jazz, digam ao povo que Sambanzo está de volta.

O projeto capitaneado pelo saxofonista Thiago França explora a mistura entre o jazz, o samba e o “Banzo”, palavra de origem Iorubá que expressa o lamento dos negros escravos distantes da sua terra natal. Filhos de uma mesma África, esses ritmos dialogam de forma rica e fluente, temperados com a liberdade do jazz e abertos aos improviso e à criação coletiva dos músicos Kiko Dinucci (guitarra), Marcelo Cabral (baixo),Samba Sam (percussão) e Wellington Moreira “Pimpa”(bateria).

No repertório, composições do saxofonista Thiago França e uma compilação de melodias adaptadas dos cantos tradicionais religiosos e folclóricos brasileiros, além de alguns clássicos do samba.

Noite energizada, pra dançar e se deixar levar: delícia!

Horário da casa: das 20h à 2h.
“Jazz Bar” a noite toda
- Ambiente informal, conversas, fofocas e cochichos permitidos.
- Show: das 21h45 às 23h00 e das 23h30 às 0h45.
Valor da entrada: 25 reais
Até 21h30 (15 minutos antes do início do show): 15 reais.
Não aceitamos cartões (por enquanto).
Reservas através do email contato@jazznosfundos.net
(limitadas a 5 mesas por show e válidas até 21h15).
Esperamos sua visita!
Um abraço,
Equipe JazznosFundos
Este texto não foi escrito pelo DistintivoBlue.com e é de inteira responsabilidade da produção do evento.
Fonte: Jazz nos Fundos

http://www.filmmusicsociety.org/news_events/features/images/rugolo.jpg

Pete Rugolo, compositor vencedor dos prêmios Emmy e Grammy e arranjador que trabalhou com nomes como Miles Davis e Benny Goodman, morreu. Ele tinha 95 anos. Um porta-voz da família diz que Rugolo morreu no domingo (16) na região de Sherman Oaks, em Los Angeles.Rugolo foi arranjador-chefe da orquestra de Stan Kenton, após a Segunda Guerra Mundial, ajudando a desenvolver o seu som de jazz progressivo.

Mais tarde, foi diretor musical da gravadora Capitol Records, na qual assinou Peggy Lee, Mel Torme e outros. Ele produziu as sessões de "Birth of the Cool",, de Miles Davis, e primeiros singles Harry Belafonte.Na década de 1950, Rugolo entrou para o cinema e a TV, ao mesmo tempo em que gravava seus próprios álbuns. Ele é coautor do tema do programa de TV "O Fugitivo" e escreveu música para muitos shows, incluindo "Run for Your Life".

Fonte: Folha Ilustrada