glu

Julho 2011


Nesta Sexta-Feira, 29 de Julho, o ROTEIRO BLUES traz ao BURBURINHO, a banda PROJETO ABLUESADO, do gaitista Guto Santana.

Simbora que vai ser mais uma noite de boas vibes no BURBURINHO, casa cheia e gente bonita.

No último ROTEIRO BLUES das férias de Julho, O PROJETO ABLUESADO vai fazer um showzaço no palco do Burbs!

Os fãs de gaita de Blues não podem perder este show.

No repertório, clássicos do Blues de gente como Joe Bonamassa, influências jazzísticas e muito mais com uma das melhores bandas da cena blueseira da cidade, conhecida por suas apresentações impecáveis.

Vamos curtir mais esta festa e convidar os amigos!

AGENDA DA SEMANA


Olinda Blues Style no Encontro Nacional dos Abutres
Local: Forte Orange
Dia/Hora: Quinta, 28 de Julho/22:00hs
Endereço: Ilha de Itamaracá
Entrada: Grátis

ROTEIRO BLUES
Projeto Abluesado (gaitista Guto Santana)
Local: Bar Burburinho
Dia/Hora: Sexta, 29 de Julho/22:00hs
Endereço: Rua Tomazina 106, Bairro do Recife
Entrada: R$10,00
Mais Infos: twitter.com/recifeblues

Rodrigo Morcego no Encontro Nacional dos Abutres
Local: Forte Orange
Dia/Hora: Sexta, 29 de Julho/22:00hs
Endereço: Ilha de Itamaracá
Entrada: Grátis

ROTEIRO BLUES
Recife Blues Sessions
Local: Caravela's
Dia/Hora: Segunda,01 de Agosto/22:00hs
Endereço: Rua do Bom Jesus, Bairro do Recife
Entrada: R$5,00
Mais Infos: facebook.com/recifeblues

ROTEIRO BLUES
Olinda Blues Style
Local: Cachaçaria Virgulino
Dia/Hora: Terça,02 de Agosto/22:00hs
Endereço: Rua do Sol, ao lado da PÇ Do Fortim, Olinda
Entrada: Até 23hs R$5, depois das 23hs R$6,00
Mais Infos: twitter.com/recifeblues


*Apenas a agenda referente ao Roteiro Blues é de responsabilidade direta do Recife Blues. Todas as outras informações são de responsabilidade das bandas e casas envolvidas.

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
http://api.ning.com/files/JZ8HFYnlmavxR6HOT7n2O*EGxdeW6JgrD9DvkzAmiYBRlqrXq2mI1PyMHqrVP8kec*sDF9HvBb6yQk*vbqt-4QknMxSL4sVj/GuaSuja.jpg
Curta um bom blues hoje em Salvador


Ainda pelo projeto Blues de Inverno o grupo Água Suja capitaneia mais uma Jam Session e trás grandes convidados para uma autentica noite de blues. O evento que antecede ao Blues Free Salvador previsto para retornar no mês de agosto, pretende dar uma prévia do que será as quartas musicais Rio Vermelho. O conjunto é liderado pelo baixista Jerry Marlon, pelo guitarrista Oyama Bittencourt e pelo baterista norte-americano Brian Knave. A banda já se tornou uma referência na cena blueseira da cidade, promovendo grandes eventos e muitas Jam Session’s. Para esta noite em especial o Água Suja desfiará no repertório clássicos de Muddy Waters, Eric Clapton, Wilson Picket entre outros. Para os que são fãs da boa música é uma excelente pedida!


BLUES DE INVERNO

ÁGUA SUJA, CONVIDADOS & JAM SESSION

Horário: 29 julho 2011 às 22:00 a 30 julho 2011 às 2:00


Rua: Boteco Ali do Lado | Rio Vermelho

Cidade: Salvador /Bahia


Telefone: 71 9957-4653 /99657-4663

Tipo de evento: Show de Blues

Organizado por: Angela Cristina/Jerry Marlon


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

http://www.sortimentos.com/sp/sao-paulo-agenda-bourbon-street-fest-2009.jpg

Neste sábado, 30, o Parque do Ibirapuera recebe talentos do jazz, vindos de Nova Orleans. A festa começa às 15h30 e vai até o anoitecer. Com entrada Catraca Livre, a programação do Bourbon Street Festival traz nomes como Amanda Shaw, que se apresenta às 17h30.

Clique aqui e confira a programação completa

Serviço

O Que: Bourbon Street Festival
Quando: Sex 29/07 das 15:00 às 19:30 Confira todas as datas
Quanto: Catraca Livre
Onde:

Parque Ibirapuera
Avenida Pedro Álvares Cabral, s/no – Portão 10 – Vila Mariana
(11) 5574-5177

As informações acima são de responsabilidade do estabelecimento e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Fonte: Catraca Livre

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
http://img.wmgstg.com/wmgeclapton/files/images/MarsalisClapton_Play_Final.JPG
Duas lendas vivas fazem parceria em novo álbum ao vivo

Por I. Malforea

Quem disse que não há mais como testemunharmos encontros de lendas? Pois fique sossegado(a): segundo o site oficial do Eric Clapton, será lançado em 13 de setembro o sessacional álbum ao vivo Winton Marsalis & Eric Clapton Play the Blues - Live From Jazz at Lincoln Center, em CD e DVD. Trata-se do registro de dois shows realizados em 8 e 9 de abril por esses dois ícones do blues e do jazz, da guitarra e do trompete. Segundo Marsalis, tentaram fazer com que esses shows soassem mais como uma simples jam de pessoas que conhecem e amam esses estilos do que como um projeto elaborado. Confira abaixo a tracklist do trabalho. Só nos resta esperar ansiosamente o lançamento.

1. “Ice Cream”
2. “Forty-Four”
3. “Joe Turner’s Blues”
4. “The Last Time”
5. “Careless Love”
6. “Kidman Blues”
7. “Layla”
8. “Joliet Bound”
9. “Just A Closer Walk With Thee” – feat. Taj Mahal
10. “Corrine, Corrina” – feat. Taj Majal

Bonus track apenas no DVD: “Stagger Lee” by Taj Majal


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
http://images.orkut.com/orkut/photos/PQAAAA2uhtVZlI8yak5s4q-qVxXnpINK4TCsrUjjZ2WoRthVMkCcrTrEiVJh_heNZdazHYhts7sNdVxjAE2Z9_3SNOwAm1T1UKCcwr2NAYnQ7UFmngUG0d1JCm0U.jpg
Cá estamos com nossa eterna sina, ora pois! Só que desta vez você pode ajudar e ainda ter a banda como sua eterna fã. Indique um baterista para a gente. Caso dê certo e o(a) camarada entre para a banda você ganha:
  • 1 EP Aplicando a Lei autografado;
  • 1 CD Máfia da Mortadela autografado;
  • Uma mensagem pública de agradecimento, publicada em nosso site;
  • O nome publicado nos agradecimentos de nosso próximo CD;
  • E ainda seguiremos e recomendaremos seu Twitter(uau! Esse foi o melhor!)
Então não perca tempo! Se você conhece algum baterista que tocaria numa banda de blues fale da gente pra ele e peça que mande um pequeno texto falando de si(tempo que toca o instrumento, influências, bandas que toca ou já tocou, etc.) e material gravado, se tiver. Lembre-se que a banda reside em Vitória da Conquista-BA, portanto não seria viável um batera do Amazonas, por exemplo. Não esqueça de nos avisar por e-mail, Twitter ou qualquer outra forma que foi VOCÊ quem indicou a pessoa. Faça parte ativamente da nossa história! Ajude-nos a achar um baterista!
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

É vero, blueseiros pernambucanos! Eis que começa oficialmente a temporada 2011 do Oi Blues By Night, o maior festival de Blues do Norte/Nordeste.

Nesta Quarta-Feira, 27 de Julho, chega a Recife o lendário Deacon Jones, tecladista famoso por sua pegada de B3, o "órgão" mais clássico do Blues.

Deacon, considerado o embaixador do Blues, já tocou com gente como Curtis Mayfield, John Lee Hooker, Steve Ray Vaughan, vem agora acompanhado da Uptown Band de Giovanni Papaleo, do gaitista paulista Flávio Naves, e do guitarrista Lancaster.

Vai ser show pra ninguém botar defeito, fazendo jus à importância do Oi Blues para nossa cena.

O show vai ser no mesmo Spirit, onde vinham acontecendo as últimas edições do festival.

E fazendo sala pra quem for chegando, a excelente Handmade Blues de Marcelo Demo e Kco.

Oi Blues By Night


Uptown Band, Deacon Jones, Flavio Naves e Lancaster
Local: Spirit Music Hall
Dia/Hora: Quarta,27 de Julho/22:00hs
Endereço: Rua do Futuro, Espinheiro
Entrada: R$25,00
Mais Infos: twitter.com/recifeblues



*Apenas a agenda referente ao Roteiro Blues é de responsabilidade direta do Recife Blues. Todas as outras informações são de responsabilidade das bandas e casas envolvidas.
http://3.bp.blogspot.com/-DAmRGIR9zwU/Tg0SXnwVAZI/AAAAAAAABQM/ouc5T0S4BQ0/s1600/eric-clapton-1.jpg
O deus da guitarra estará por aqui em outubro

Katy Freitas
Redação TDM

A produtora XYZ confirmou um show extra de Eric Clapton no Rio de Janeiro, no dia 10 de outubro, também no HSBC Arena. Os ingressos para apresentação do músico no dia 09 de outubro se esgotaram em dois dias após início das vendas.

Os ingressos para o show de São Paulo já estão à venda e para o show de Porto Alegre, as vendas se iniciarão no dia 29 de julho.

Em sua última passagem pelo Brasil, em 2001, o músico tocou no estádio do Pacaembu com a turnê do disco “Reptile”, de 2001.

Confira o serviço abaixo:

06/10/2011 - Porto Alegre/RS
Fiergs - Av. Assis Brasil, 8787
Horário: 22h00
Abertura dos portões: 17h00
Ingressos: (Cadeira Ourocard) R$ 550,00; (Pista Premium) R$ 300,00; (Pista) R$ 180,00; (Camarote) R$ 400,00; (Vip Lounge) R$ 700,00
Classificação etária: 14 anos
Pontos de Venda: Teatro Bourbon Country - Bilheteria; 2º Pavimento do Shopping Bourbon Country
Vendas online: www.livepass.com.br
Informações: 4003-1527
Início das vendas para público em geral: 29 de julho

09* e 10/10/2011 - Rio de Janeiro/RJ
HSBC Arena - Av. Embaixador Abelardo Bueno, 3401- Barra da Tijuca
Horário: 20h00
Abertura dos portões: 17 horas
Ingressos: (Cadeira Premier) R$ 950, 00; (Cadeira Vermelha) R$ 720,00; (Cadeira Roxa) R$ 600,00; (Cadeira Azul) R$ 560,00; (Cadeira Branca) R$ 480,00; (Cadeira Rosa) R$ 480,00; (Cadeira Amarela) R$ 420,00; (Cadeira Verde) R$ 340,00; (Cadeira Laranja) R$ 280,00; (Nível 1) R$ 420,00; (Nível 3) R$ 240,00; (Camarote) R$ 720,00
Classificação etária: 16 anos
Pontos de Venda: HSBC Arena - Av. Embaixador Abelardo Bueno, 3401; Posto Piraquê - Av. Borges de Medeiros s/n - Lagoa; Posto Bougainville - Rua Uruguai, 48 -Tijuca
Vendas online:www.livepass.com.br
Informações: 4003-1527
*Ingressos esgotados

12/10/2011 - São Paulo/SP
Estádio do Morumbi - Praça Roberto Gomes Pedrosa, 1 - Vila Sônia
Horário: 21h00
Abertura dos portões: 16h00
Ingressos: (Cadeira Ourocard) R$ 650,00; (Cadeira Setor A) R$ 500,00; (Cadeira Setor B) R$ 400,00; (Cadeira Setor C) R$ 300,00; (Cadeira Setor D) R$ 250,00; (Cad Inferior A) R$ 350,00; (Cad Inferior B) R$ 350,00; (Cad. Coberta Azul) R$ 380,00; (Cad. Coberta Vermelha) R$ 380,00; (Cad. Coberta Laranja) R$ 380,00; (Cad. Premium Azul) R$ 400,00; (Cad. Premium Laranja) R$ 400,00; (Arq. Especial) R$ 180,00; (Arq. Azul) R$ 140,00; (Arq. Laranja) R$ 140,00; (Arq. Vermelha) R$ 140,00
Classificação etária: 14 anos
Pontos de Venda: Bilheteria Oficial (sem cobrança de Taxa de Conveniência) - Estádio do Morumbi – Bilheteria 2, Praça Roberto Gomes Pedrosa, S/N – Morumbi; Shopping Market Place; Showtickets – Shopping Iguatemi; Shopping Villa Lobos; Brascan Open Mall; Shopping Frei Caneca; Teatro Gazeta– Piso Térreo; Central de Turismo Express; Posto Gravatinha – Santo André
Vendas online: www.livepass.com.br
Informações: 4003-1527
http://popline.mtv.uol.com.br/wp-content/uploads/2011/07/amy_winehouse_lialg-thumb-473x355.jpg
Amy Winehouse (1983-2011)

http://www.vakinha.com.br/Images/Events/default.jpg
Que tal ajudar nossa vaquinha?

Não é novidade que carregar a bandeira do blues no Brasil é um trabalho difícil, que é árduo encontrar patrocinadores, principalmente por muita gente sequer saber o que é o gênero musical vindo do Mississipi. Só que adotar a postura do "coitadinho" não é bem a nossa praia. Sabemos das dificuldades e assumimos essa missão porque amamos de verdade o blues.
A internet se tornou a grande aliada dos artistas rotulados como independentes ou alternativos. Como possuimos uma relação sem intermediários com vocês(o público) podemos interagir melhor e torná-los ainda mais presentes em nossa vida. Por isso decidimos lançar uma campanha no site Vakinha.com.br com o simples objetivo de gravarmos uma música que entrarará em nosso primeiro álbum(segundo CD). O site possibilita que vocês façam doações de qualquer valor acima de R$5,00(cinco reais) através do PagSeguro, serviço de pagamentos online do UOL. É tudo muito simples: a doação pode ser por cartão de crédito, débito em conta, boleto bancário, o que você preferir.
Como gratidão enviaremos uma cópia da música para cada um dos colaboradores, juntamente com um manuscrito personalizado de agradecimento. Além de, claro, colocarmos o nome de cada um nos agradecimentos, no encarte do CD. Se você gosta do nosso trabalho e gostaria de colaborar de forma direta esta é uma boa opção. Contamos com vocês e seremos eternamente gratos.

http://www.topblog.com.br/2011/images/downloads/wallpaper_logo.jpg
Vamos dar aquela força ao blues nacional? basta votar no site da DB

Mais uma vez estamos concorrendo ao Prêmio Top Blog. Pra quem ainda não conhece é um prêmio anual dado aos melhores blogs em diversas categorias, incluindo a música. Com isso ajudamos a DB a seguir em frente, consequentemente com nosso trabalho de divulgação do blues e jazz nacionais. Para votar, basta clicar no banner abaixo e votar na página que será aberta. O banner também estará fixo em nossa barra lateral. Muito obrigado a todos vocês!


Music video for Queer for Cat, song from Big Rude Jake's self-titled 1999 album.

Years ago, Jake and Joey Pantoliano were guests on a cigar fancier's radio show in the Hollywood Hills outside of Los Angeles. Joey was promoting his latest movie, "Bound", starring Jennifer Tilley and Gina Gershon. He was sure it would be a huge success because it involved a love triangle with two women. They got into a conversation about the male obsession with the 'two girls' fantasy. They kidded around for a while, and Jake asked, "So Joey, are you saying that they're all queer for cat?" Joey's amused reaction inspired Jake to write this song.

Queer for Cat is BRJ's tongue-in-cheek song about coming home late one night, around 3am, to find:

With her hair up fine
and a scoop neck line
and a red dress bustin' at the seams
With the music slow
and the lights down low
I saw my girl with the girl of my dreams!

She says let's go swingin'!
Let's paint the town!
You and me and kitty makes three.
Ain't no doubt about it, we sure get around!

My gal is queer for cat!
She's queer for cat and that's a fact!
She likes 'em tall and slim and stacked,
And she likes it that I like it that she likes it like that!
http://public.blu.livefilestore.com/y1pbjYykbK3ZBXwcqsC_Y8UuDxPEmxldC2PaxNn7DaZkrra2d7V9gfVzxxfWURg8Z5mdMyLLryJUjLI7jfvii9igA/DB%20TNB.JPG?psid=1
Conheça nosso perfil no Toque no Brasil

A DB está em diversas redes sociais. Dentre elas o Toque no Brasil, um dos mais influentes sites de música independente da atualidade. Engloba centenas de artistas, produtores e grupos por todo o país, entre eles o Circuito Fora do Eixo. Em nosso perfil você confere um pouco da nossa história, fotos, vídeos, um player com nossas músicas, inclusive comlink para download, nossos últimos tweets e atualizações aqui do site. Ainda não conhece? basta clicar aqui: distintivoblue.tnb.art.br
Ainda pelo projeto Blues de Inverno o grupo Água Suja capitaneia mais uma Jam Session e trás grandes convidados para uma autentica noite de blues. O evento que antecede ao Blues Free Salvador previsto para retornar no mês de agosto, pretende dar uma prévia do que será as quartas musicais Rio Vermelho.

O conjunto é liderado pelo baixista Jerry Marlon, pelo guitarrista Oyama Bittencourt e pelo baterista norte-americano Brian Knave. A banda já se tornou uma referência na cena blueseira da cidade, promovendo grandes eventos e muitas Jam Session’s. Para esta noite em especial o Água Suja desfiará no repertório clássicos de Muddy Waters, Eric Clapton, Wilson Picket entre outros. Para os que são fãs da boa música é uma excelente pedida!

BLUES DE INVERNO
ÁGUA SUJA, CONVIDADOS & JAM SESSION

Quando: 29/07 [Sexta]
Horas: 22 Horas
Local: Boteco Ali do Lado | Rio Vermelho
Valor: R$ 10,00 (entrada)
Informações: 71 9957-4653/9957-4663
http://aguasuja.ning.com/

http://24.media.tumblr.com/tumblr_lnj3wutoap1qearaqo1_500.jpg
Marilyn Monroe e Ella Fitzgerald
http://www.vakinha.com.br/Images/Events/default.jpg
Que tal ajudar nossa vaquinha?

Não é novidade que carregar a bandeira do blues no Brasil é um trabalho difícil, que é árduo encontrar patrocinadores, principalmente por muita gente sequer saber o que é o gênero musical vindo do Mississipi. Só que adotar a postura do "coitadinho" não é bem a nossa praia. Sabemos das dificuldades e assumimos essa missão porque amamos de verdade o blues.
A internet se tornou a grande aliada dos artistas rotulados como independentes ou alternativos. Como possuimos uma relação sem intermediários com vocês(o público) podemos interagir melhor e torná-los ainda mais presentes em nossa vida. Por isso decidimos lançar uma campanha no site Vakinha.com.br com o simples objetivo de gravarmos uma música que entrarará em nosso primeiro álbum(segundo CD). O site possibilita que vocês façam doações de qualquer valor acima de R$5,00(cinco reais) através do PagSeguro, serviço de pagamentos online do UOL. É tudo muito simples: a doação pode ser por cartão de crédito, débito em conta, boleto bancário, o que você preferir.
Como gratidão enviaremos uma cópia da música para cada um dos colaboradores, juntamente com um manuscrito personalizado de agradecimento. Além de, claro, colocarmos o nome de cada um nos agradecimentos, no encarte do CD. Se você gosta do nosso trabalho e gostaria de colaborar de forma direta esta é uma boa opção. Contamos com vocês e seremos eternamente gratos.

http://projectdor.com/wp-content/uploads/2010/06/Melody-Box.png
A Melody Box é um das grandes promessas de divulgação musical na internet.

Para quem conhecia a Melody Box soubemos de uma novidade: não é mais preciso ser cadastrado no site para visualizar as páginas dos artistas. Este é um grande avanço no funcionamento do site, que apesar de recente, conquistou grande público nos últimos meses, principalmente por sua interface atraente e sua boa interação com os artistas. Você, que não é músico ainda pode se cadastrar como fã e ajudar seus artistas preferidos, concorrendo também a prêmios por isso. Para visualizar nossa página, basta acessar www.melodybox.com.br/distintivoblue. Aproveite para deixar um recado pra gente.
https://public.blu.livefilestore.com/y1pCnaouTqQidrhMPb7yWpQnY8jb-GnnH2AV4zl3Usa4gwCDgGs8YgQhYkjnx_Fj_9-wMwE39v77EuOKB8Y1ayPQw/sm%20da%20tribo%20especial%20som%20local.jpg?psid=1
Um programa inteiro dedicado às bandas independentes do sudoeste da Bahia.

O Som da Tribo é um programa independente, com mais de 15 anos de existência. Transmitido todos os sábados, das 19h às 21h pela 96FM (Vitória da Conquista-BA, cidade-natal da Distintivo Blue). Focado no rock, mas sem fechar os olhos para outros gêneros considerados alternativos, é um dos grandes parceiros da DB. Comandado por Miguel Côrtes, possui vários colaboradores, incluindo o nosso site. Clique no player abaixo para ouví-lo em tempo real.

Site oficial: www.somdatribo.com
Twitter: @osomdatribo



















http://images.orkut.com/orkut/photos/PQAAAEqTL8UmbVrYskayPw13zjTd_UmBvp7fsnsit5z7QPfKwvoflaYMaJPmJECMw3ZJY0H68PqkcI_Iv1nJIj-C9FAAm1T1UKDAkKqDkN0ichmNGofVStJWRTy5.jpg
A DB já está no Google+. Clique na imagem para acessar nosso perfil.
http://www.jeffersongoncalves.com/wp-content/uploads/2011/05/banner_03.jpg
Confira a agenda atualizada do Jefferson Gonçalves

Julho

Dia 23 - Jefferson Gonçalves e Banda – Lançamento do CD ENCRUZILHADA

6° ILHA COMPRIDA BLUES FESTIVAL

End. Espaço Monte Olimpo – Av. Beira Mar, 9000, Balneário Maria de Lourdes – Ilha Comprida – SP

Hora: 22h

ENTRADA FRANCA

Dias 29 e 30 - Jefferson Gonçalves e Kleber Dias – Acoustic Blues

PENEDO WINTER JAZZ E BLUES FESTIVAL

Jazz Village Bistrô – Rua Toivo Suni, s/nº – Penedo-RJ

Hora: 21h

Inf. http://jazzvillage.com.br/

Agosto

Dia 13- Jefferson Gonçalves e Blues Combo

3º Festival Lençois Jazz e Blues Festival 2011

Local: Beira Rio da Cidade de Barreirinhas – MA

Hora: 22:30h

Inf. www.lencoisjazzeblues.com

Dia 16- Stormy Tuesdays com: Jefferson Gonçalves, Kleber Dias e Artur Menezes.

Projeto Stormy Tuesdays

Local: Lapa Café Rua – Rua Gomes Freire 457 – Lapa – RJ

Hora: 19:00h

Entrada – R$ 15,00

Dia 19 – Jefferson Gonçalves e Banda

Ibitipoca Blues 2011

Local: Ibitilua – Ibitipoca – Lima Duarte – MG

Hora: 22:00h

Inf.

Dia 25 – Projeto Blueseiros do Brasil 2011 – Edição Sesc`n Blues

Local: Sesc São José do Rio Preto – Av. Francisco das Chagas Oliveira, 1333 – Bairro Chácara Municipal

São José do Rio Preto – SP

Hora: 20:00h

Dia 26 – Projeto Blueseiros do Brasil 2011 – Edição Sesc`n Blues

Local: Sesc Ribeirão Preto -Rua Tibiriça, 50 – centro – Ribeirão Preto – SP

Hora: 20:00h

Dia 27 – Projeto Blueseiros do Brasil 2011 – Edição Sesc`n Blues

Local: Sesc Sorocaba – Av. Washington Luiz, 446 – Jardim Emília – Sorocaba – SP

Hora: 20:00h


Fonte: http://www.jeffersongoncalves.com/agenda/

http://www.vakinha.com.br/Images/Events/default.jpg
Que tal ajudar nossa vaquinha?

Não é novidade que carregar a bandeira do blues no Brasil é um trabalho difícil, que é árduo encontrar patrocinadores, principalmente por muita gente sequer saber o que é o gênero musical vindo do Mississipi. Só que adotar a postura do "coitadinho" não é bem a nossa praia. Sabemos das dificuldades e assumimos essa missão porque amamos de verdade o blues.
A internet se tornou a grande aliada dos artistas rotulados como independentes ou alternativos. Como possuimos uma relação sem intermediários com vocês(o público) podemos interagir melhor e torná-los ainda mais presentes em nossa vida. Por isso decidimos lançar uma campanha no site Vakinha.com.br com o simples objetivo de gravarmos uma música que entrarará em nosso primeiro álbum(segundo CD). O site possibilita que vocês façam doações de qualquer valor acima de R$5,00(cinco reais) através do PagSeguro, serviço de pagamentos online do UOL. É tudo muito simples: a doação pode ser por cartão de crédito, débito em conta, boleto bancário, o que você preferir.
Como gratidão enviaremos uma cópia da música para cada um dos colaboradores, juntamente com um manuscrito personalizado de agradecimento. Além de, claro, colocarmos o nome de cada um nos agradecimentos, no encarte do CD. Se você gosta do nosso trabalho e gostaria de colaborar de forma direta esta é uma boa opção. Contamos com vocês e seremos eternamente gratos.

LONDRES - Nesses tempos de superabundância de informação, há tempo de sobra até outubro para que fãs de Eric Clapton no Brasil, sobretudo os que comprarem ingressos para o maior show da passagem do legendário guitarrista pelo país (dia 9 na HSBC Arena, além de apresentações em Porto Alegre, dia 6, e em São Paulo, dia 12), ficarem sabendo: dizer que a atual turnê do britânico é low profile é pouco. Sem efeitos visuais e com um tom intimista simbolizado por contatos raros e curtos de Clapton com o público, a experiência de vê-lo hoje, já perto dos 70 anos (está com 66) e depois de várias temporadas livre do apego de aditivos, é de apreciação musical, não de agito.

'Hits' mais recentes estão fora

A preocupação de deixar o blues falar mais alto ficou clara na recente residência de Clapton no Royal Albert Hall, em Londres, nas últimas semanas de maio, com 11 apresentações. À frente de uma banda tarimbada e tão concentrada quanto ele na tarefa de fazer cócegas em escalas, o homem considerado por alguns uma divindade das seis cordas só revela sua maior preocupação com o público na maneira como compõe o repertório dos shows, sem grandes mudanças nos últimos seis anos.

Ausentes estão todos os discos originais de estúdio desde "Journeyman", de 1989 - ou seja, nada de "Tears in heaven" ou "Change the world". Presentes estão os sucessos mais clássicos, incluindo os que Clapton pega emprestado do cancioneiro do blues, que tanto lhe fez bem e pelo qual ele tanto fez ao lado de colegas de profissão britânicos - o guitarrista é um dos "garotos branco" britânicos a que BB King tanto agradece pela saída da obscuridade num dos filmes mais emocionantes da série de documentários lançada na década passada pelo cineasta Martin Scorsese.

E é com um cover ("Key to the highway", de Charlie Segar), que Clapton inicia os trabalhos e estabelece as regras do jogo. No centro do palco, trajando uma combinação sóbria de calça de brim e camisa escuras de mangas curtas, e com mocassins cor de caramelo, ele e sua guitarra Fender azul-bebê conduzem o show. Sem exagerar nos solos, Clapton também dá espaço para os escudeiros - durante vários momentos da apresentação de uma hora e 45 minutos, são os tecladistas Chris Stainton e Tim Carmon que estão sob os holofotes.

A voz serena de Clapton, mesmo na hora de versos mais "gritados", precisa da ajuda das vocalistas de apoio Sharon White e Michelle John apenas para as harmonias. Velhos companheiros do guitarrista, o baterista Steve Gadd e o baixista Willie Weeks cuidam do andamento, que, apesar da velocidade reduzida, tem lá suas armadilhas. Ainda mais quando "Hoochie Coochie Man", o blues mais famoso do repertório de mestre Muddy Waters, se transforma numa minijam, apesar de ser a apenas a terceira música da noite.

Ajeitando a cabeleira grisalha, Clapton se limita aos "obrigados" entre uma música e outra. Como contrapartida pela falta de amenidades, oferece ao público sucessos. Lá estão "Old love", "Badge", "Wonderful tonight" e, claro, "Layla", ainda que na versão do álbum acústico de 1995, não a pungente original de 1970. "Cocaine" e uma versão bem-comportada de "Crossroads" fecham um show certamente do agrado de um público mais fiel, mas que pode deixar uma plateia menos especializada, ou mesmo uma que há 10 anos espera a terceira vinda de Clapton, querendo mais. A não ser que o velho Mão Lenta tenha guardado alguns truques na manga...



© 1996 - 2011. Todos os direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.
http://public.blu.livefilestore.com/y1pzrgJltRQ3ARGtr_g16xL9Tj4nz755OLlCmzLY6v9_stMIuAaqeImi2R5795kGV4gArwu9GTndMc3JS7_UM7Luw/SOUNDCLOUD.JPG?psid=1
Músicas comentadas na Soundcloud

A cada dia surgem grandes invenções na internet e uma das melhores foi a SoundCloud. O site permite compartilhar áudio de uma forma amigável, simples e direta, permitindo interação com redes sociais. A DB já possui seu perfil no site, com uma novidade: nosso EP, Aplicando a Lei está disponível, com faixas comentadas. Enquanto a música rola você confere informações extras, postadas pela própria banda. Claro, você também pode deixar sua marca por lá, além de poder espalhar o player por aí, clicando em share. O código para inserí-lo em redes sociais é o embed. Divirta-se e deixe sua mensagem!


Miles Davis no North Sea Jazz Festival, em Curaçao, em 1991


"Um ano depois que eu nasci, um furacão passou por St. Louis. Talvez ele tenha deixado um pouco de sua criatividade indomável em mim, um pouco da força de seu vento", escreveu Miles Dewey Davis III em sua autobiografia de 1989. O raciocínio supersticioso é o modo mais simples de descrever a força criativa de um trompetista que, durante 40 anos, passou diversas vezes como um Katrina pelo status quo do jazz, redefinindo conceitos de ritmo, harmonia, sonoridade e interação na música, além de deixar em seu rastro uma aura indecifrável, tão misteriosa quanto elegante.

Todas as fases do homem, do bebop ao fusion, formam a exposição "Queremos Miles", concebida pelo instituto musical Cité de la Musique, em Paris, com data de estreia marcada para o início de agosto no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro, e outubro em São Paulo. Dividida em oito partes, que seguem a trajetória do trompetista desde sua infância, no Missouri, ao estrelato, "Queremos Miles" busca apresentar o trompetista para os leigos e ilustrá-lo para os fãs.

"Desde os anos 50, Miles tem uma base de fãs muito grande na França", explica o curador da exposição Vincent Bessières, que teve ajuda da família do músico para montar a mostra. "Mas o Cité de la Musique é um lugar didático, aberto para todos, não somente os fãs. Então me esforcei para que a pessoa que não conhecesse sua obra pudesse, em uma ou duas horas de exposição, ser iniciada", completa.

Seis das oito partes da mostra são feitas por casulos construídos na forma de uma surdina de trompete, que contém arquivos e música de todas as fases de Miles – entre elas, a fase inicial, quando, aos 18 anos, ele chegou em Nova York e se apresentou a Charlie Parker como seu novo colaborador, tendo a oportunidade de desenvolver sua música, no palco, ao lado de Bird e Dizzie Gillespie; o início do cool jazz, sua luta contra o vício em heroína e seu quinteto com o fabuloso Red Garland, nos anos 50; o icônico disco "Kind of Blue"; suas colaborações orquestrais com o arranjador Gil Evans; seu quinteto com Wayne Shorter; o parto do fusion, na fase "Bitches Brew" e o desenvolvimento do gênero nos anos 80.

"A música de Miles mudou bastante durante sua vida. Sua obra é um pouco como a de Picasso: ele não toca no final como tocava no início. Portanto, a exposição é estruturada de um modo em que o visitante possa ter a experiência audiovisual de todos esses períodos no local", conta Bessières.

A exposição tem o foco tanto na música quanto na memorabilia de Miles. Estarão presentes sete de seus trompetes, diversos documentos de sessões em gravadoras, e instrumentos como o sax que John Coltrane tocou em "Kind of Blue", o baixo em que Marcus Miller gravou "Tutu", as baterias de Tony Williams e Al Foster. Um acervo de fotos com todos os belíssimos registros da gravação de "Kind of Blue" também faz parte da exposição. Para agradar os fãs assíduos, Bessières conseguiu partituras, diversos arranjos de Gil Evans, o flugelhorn em que Miles tocou "Sketches of Spain".

A fase inicial traz pinturas de Jean Michel Basquiat, de quem Miles foi amigo nos anos 80. A mostra também traz quadros de Miles, que se aventurou pela pintura no período, entre os anos 70 e 80, em que ficou sem tocar e gravar, assim com algumas das próprias capas ilustradas pelo músico. E ainda a moda de Miles estará presente com algumas de suas jaquetas mais memoráveis.

Roberto Nascimento

Agência Estado, São Paulo